29 jun 2016 Rio de Janeiro – TV VK RIO


Programa EDY – GRAÇA Alcança seu maior público em visualizações …

No dia 27 de Junho – Segunda Feira Passada o Programa de humor do TV VK AO VIVO acertou na mosca ao convidar o Lutador Nael Pedra para a Entrevista que ficou marcada por um dia de muita qualidade do Ao Vivo quanto pelas piadas de Edvandro Antônio O Edy Graça. 

capture-20160628-130528.png capture-20160628-130352.pngLogo na Manha do dia 28 as visualizações já ultrapassavam os 6800 visitantes na Página com mais de 1200 visualizações. e durante o decorrer do dia chega-se a marca de 8100 visitantes e mais de 2300 visualizações do programa como mostra a imagem abaixo.

capture-20160629-023304

 

Parabéns ao programa e rumo aos 10.000 inscritos !!!

  • 29 jun 2016

Festa de R$ 1 milhão

Nego do Borel prepara um festão milionário, no próximo dia 12, para comemorar 24 anos. Ano passado, ele gastou ‘‘só’’ R$ 300 mil. Talvez a comunidade do Borel não encare com muita alegria a festa milionária do funkeiro. É que a ONG Família Nego do Borel foi fechada há um mês e meio, sem maiores explicações, após divergências do cantor com a mãe, Roseli Viana, que comandava a entidade, fundada há um ano. Nego, inclusive, costumava pedir aos amigos de “Malhação” uma força para o espaço — alguns, como Lucas Lucco, chegaram a posar pedindo contribuição à entidade.

A organização atendia cerca de cem famílias carentes com cursos de capacitação e incentivo a esportes, como futebol e boxe, além da entrega de cestas básicas e festas em datas comemorativas. O projeto contava com 15 voluntários, todos dispensados. Para acalmar os ânimos, no dia 10, data do aniversário, ele promove um jogo de futebol beneficente no local.

 

 

  • 29 jun 2016

Ônibus é incendiado na Ilha

Moradores da Vila Joaniza fazem protesto e deixam o clima tenso na região

Um protesto de moradores contra a demolição de três imóveis na Vila Joaniza acabou em confusão. Um ônibus foi incendiado e, com a chegada da PM, tiros foram disparados de uma favela próxima. O que era para ser uma ação rotineira da Prefeitura do Rio — a demolição de três construções irregulares na Vila Joaniza, na Ilha do Governador — terminou com uma confusão que deixou o clima tenso no bairro, ontem. Por volta das 14h, moradores da comunidade foram às ruas, incendiaram um ônibus na Estrada do Galeão e fizeram uma barricada no acesso ao Morro do Barbante, depois que agentes da Secretaria municipal de Ordem Pública (Seop), escoltados por policiais militares, botaram abaixo três estruturas que estavam em construção no entorno da Vila Joaniza. O policiamento foi reforçado e tiros foram disparados.

getimage.jpg
Em retaliação à desocupação, moradores atearam fogo a um ônibus, que só foi retirado da estrada uma hora e meia depois

— Vi que pelo menos um deles estava armado. Ele ficou do lado de fora. Os outros entraram com latas de spray na mão. Primeiro, não deixaram ninguém sair e queriam que eu atravessasse o ônibus na pista. E, aí, pensei que iam queimar tudo com a gente dentro. Foi puro terrorismo — relatou o motorista do ônibus incendiado, que tem 44 anos e seis de profissão.

Em nota, a prefeitura informou que a desocupação foi uma “ação preventiva de desocupação para impedir o surgimento de uma nova favela no local”. Segundo a Seop, em casos como esse não é necessário fazer aviso prévio.

Responsável por uma das construções irregulares que foram derrubadas, Rosane dos Santos Pereira, de 57 anos, reclamou do tratamento dado pela prefeitura.


— Fomos tratados como cachorros. Estou construindo desde janeiro. Se havia alguma coisa errada, porque não vieram antes conversar? Esperaram terminar a obra para derrubar — reclama ela, que afirma ter recebido o terreno de doação da associação de moradores, embora não tenha documentos para comprovar.

 

  • 29 jun 2016

Crise leva consumidor a parcelar as contas de luz, gás e telefone

Empresas registram um aumento de até 58% na procura do serviço pelos devedores. Saiba como dividir o débito.

O índice de parcelamento de contas em atraso em concessionárias de serviços públicos disparou este ano em relação ao anterior. Na Ampla — que atende 66 municípios do estado do Rio —, houve um crescimento de 58% na procura pela renegociação de contas de luz em atraso, de janeiro a maio de 2016, comparado ao mesmo período do ano passado. Na CEG, que fornece gás canalizado para a capital fluminense, a procura no mês passado foi 46,5% maior do que a registrada em maio de 2015: o número de parcelamentos de faturas passou de 314 para 460 transações.

getimage (3).jpg
Na Ampla, a negociação é feita em qualquer uma das agências

No caso das contas de água, a Cedae informou que a quantidade de parcelamentos de consumidores da Região Metropolitana do Rio se manteve praticamente estável. Nos cinco primeiros meses do ano, foram 7.342 solicitações contra 7.353 no mesmo período de 2015. No interior do estado, houve queda de 7,5% na procura, na mesma comparação.

Os pedidos de parcelamento mostram a tentativa dos consumidores de evitar a inclusão de seus nomes em cadastros de devedores. Segundo Flávio Calife, economista da Boa Vista SCPC, a inadimplência com as contas básicas de consumo cresceu este ano:

— Subiu não só por conta do endividamento, mas porque, com a participação maior dessas contas nas despesas, o orçamento da família diminuiu.

Light, Oi e NET não forneceram os dados solicitados pelo EXTRA.

 

 

  • 29 jun 2016

INSS começa a pagar parcela do 13º em agosto

Aposentados receberão entre 25/8 e 8/9. Segunda parte sairá em novembro e dezembro.

Após mais uma reunião entre o governo e as centrais sindicais para discutir a reforma da Previdência, que aconteceu ontem, em Brasília, o governo garantiu o pagamento da primeira parcela do 13º salário dos aposentados e pensionistas do INSS. A antecipação deverá ser depositada entre os dias 25 de agosto e 8 de setembro, conforme o calendário mensal de pagamentos.

Na reunião, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, também garantiu o pagamento da segunda parcela entre os cinco últimos dias úteis de novembro e os primeiro cinco de dezembro. Pelo cronograma de liberação do 13º nos últimos anos, o decreto sobre a antecipação costuma ser publicado em julho. Mas os segurados temiam ficar sem o adiantamento em 2016 devido à crise.

— Era uma exigência nossa, e conseguimos o pagamento — disse João Inocentini, presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados da Força Sindical.

Durante o encontro, que teve a participação inédita da Confederação Nacional da Indústria (CNI), ficou decidida a criação de um grupo técnico, para discutir as propostas de mudança na aposentadoria do INSS. O governo e o empresariado participarão do debate. A nova comissão terá um mês para chegar a um consenso, para que o Planalto envie o projeto de reforma ao Congresso Nacional, em agosto.

Além da polêmica em torno da fixação de uma idade mínima para aposentadoria por tempo de contribuição aos 65 anos (para homens e mulheres) — limite que poderá chegar a 70 anos, daqui a duas décadas —, a CNI pôs em pauta a questão das aposentadorias rurais, que seriam um dos motivos para o aumento do déficit previdenciário, estimado em R$ 167 bilhões, este no.

— A CNI é totalmente pró-governo e defende o estabelecimento da idade mínima e a desvinculação do reajuste dos benefícios do aumento do salário mínimo, mas nós não vamos compactuar com mudanças que prejudiquem os trabalhadores — afirmou o secretário de Relações Institucionais da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Miguel Salaberry.

  • 29 jun 2016

Polícia apura se bandidos foram atrás da médica para executá-la

Delegado que investiga a morte da médica Gisele Palhares, Giniton Lages não descarta a hipótese de execução na Linha Vermelha. O delegado Giniton Lages, titular da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), disse ontem que a principal linha de investigação da morte da médica Gisele Palhares Gouvea, de 34 anos, continua sendo de tentativa de assalto. Mas adiantou que outras possibilidades, como a de homicídio, não estão descartadas. Ela foi morta a tiros no sábado, na Linha Vermelha, altura da Pavuna, Zona Norte do Rio. Segundo Giniton, os investigadores já sabem quantos criminosos participaram da ação.

getimage (7).jpg
Renato na DHBF: viúvo, mãe e irmã da vítima foram ouvidos

Crimes como esse não podem passar em branco>> Giniton Lages Delegado da DHBF

— Não vamos dar detalhes para não atrapalhar as investigações. Precisamos ter a percepção se os indivíduos que abordaram ela (a vítima) no momento que dispararam estavam ali aguardando para que um veículo qualquer passasse, com aquelas características, ou se vinham seguindo a vítima. A análise dessas imagens (das câmeras) será elucidativa, junto com os laudos — disse o delegado.

Ontem depois de prestar depoimento por mais de quatro horas, o marido da vítima, o cirurgião plástico, Renato Palhares, disse que a polícia já teria identificado dois criminosos e o morro de onde eles seriam. Disse ainda ter

tido acesso a parte das imagens em poder da polícia e que elas não seriam conclusivas. O delegado não confirmou estas informações.

A mãe da médica também foi ouvida, mas deixou a delegacia sem falar com a imprensa. Mais cedo policiais que socorreram Gisele prestaram depoimento e contaram que na área ocorrem muitos assaltos. A polícia fará, na tarde de hoje, uma nova perícia no local onde Gisele morreu, usando o carro da vítima, um Range Rover. Esse trabalho, segundo o delegado, ajudará a saber quantos dos criminosos atiraram contra a vítima. Policiais que trabalham na investigação adiantaram que apenas estojos de pistola 9mm foram recolhidos no local.

 

 

  • 29 jun 2016

Vacina contra a zika é testada com sucesso

Os primeiros avanços na luta contra o zika vírus começam a surgir, com a primeira demonstração de viabilidade de uma vacina. Cientistas brasileiros e americanos testaram com sucesso em animais duas estratégias de imunização. Publicado na revista científica “Nature”, o estudo é importante porque a vacina é considerada a única forma eficaz de proteger a população contra uma epidemia que já se espalha por 61 países. Outra vacina, em desenvolvimento no Pará, deve começar a ser testada em macacos em novembro.

No estudo relatado na “Nature”, o grupo integrado por cientistas da USP e da Universidade de Harvard, nos EUA, testou duas formas de imunizar camundongos contra o zika. As duas obtiveram 100% de êxito. Isto é, os roedores não desenvolveram a doença ao serem infectados pelo zika em laboratório.

O estudo é o primeiro a empregar também a cepa brasileira do zika. Um dos autores do estudo, Paulo Zanotto, professor da USP, diz que a meta era compreender os mecanismos da infecção pelo zika:

— Embora seja ciência básica, em fase inicial, a pesquisa é importante porque ainda se sabe pouco sobre os aspectos imunológicos do vírus.

 

  • 29 jun 2016

Atentado em aeroporto turco deixa 36 mortos

Homens-bomba atiraram à esmo antes de acionar os explosivos em Istambul

A Turquia sofreu ontem um dos ataques mais graves de sua História: três terroristas invadiram o aeroporto internacional Atatürk, em Istambul, principal terminal aéreo do país e o terceiro mais movimentado da Europa, e atiraram contra passageiros antes de se explodiram. Relatos das autoridades estimam que haja 36 mortos e 147 feridos. O caso leva mais uma vez o pânico a uma cidade que se viu alvo de seis atentados com mortos desde dezembro, e a um país que sofreu com centenas de mortes na guerra contra o Estado Islâmico (EI) e grupos rebeldes curdos.

getimage (8).jpg

APN a área externa, marcas da destruição e atendimento às vítimas

Apesar das diferentes versões das autoridades, o governador de Istambul, Vasip Sahin, indicou que três terroristas foram os responsáveis por uma invasão suicida. Algumas autoridades disseram que as explosões foram causadas por diferentes homens-bomba no terminal de embarque internacional. Imagens reproduzidas por agências de notícias mostram um rifle Kalashnikov foi encontrado no saguão.

— Um homem correu e abriu seu casaco, mostrando um colete de bomba. Corri antes de ele fazer qualquer coisa — disse uma testemunha, Veysel Allay, ao“The Telegraph”.
Funcionários do governo e vídeos relataram uma troca de tiros com policiais que terminou com terroristas se explodindo antes de chegarem a um setor de checagens de raioX.Câmeras flagraram ainda o momento que um dos atacantes é baleado pela polícia e aciona seu colete.

 

 

 

  • 29 jun 2016

Pais e avós de alunos assumem segurança e limpeza de escola

No tradicional Instituto de Educação, funcionários estão com até 6 salários atrasados

Pais e até avós de alunos decidiram assumir a segurança e a limpeza do Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro (Iserj), na Tijuca, para garantir a volta às aulas dos estudantes, pelo menos da creche até o 5º ano do ensino fundamental. A unidade, da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Rio (Faetec), ficou fechada por 36 dias letivos — cerca de dois meses — devido à greve dos professores concursados, à ocupação dos estudantes e à falta de pagamento, há seis meses, de pelo menos 25 funcionários terceirizados que faziam a segurança, a merenda e a limpeza.

getimage (9).jpg
Piscina sem tratamento gera temor de proliferação de mosquito que transmite zika e dengue

A greve dos concursados e a ocupação parcial da unidade continuam. Mas familiares dos alunos agora resolveram preencher o vazio deixado pelos funcionários, mesmo que de forma precária. O campus do Iserj é um complexo de colégios que vai da creche até o ensino superior. Até agora, só voltaram as aulas da creche até o primeiro segmento do ensino fundamental (5º ano).

Ontem à tarde, no portão principal, não havia segurança. A porta da entrada lateral também estava aberta sem ninguém tomando conta. Só após 300 metros de caminhada, um grupo de avós e mães vigiavam a entrada dos alunos — duas mulheres na casa dos 70 anos e outras quatro mais jovens.

Elas também ajudam na limpeza das salas — uma das responsáveis estava com um balde que levara de casa e acabava de lavar uma sala com ajuda dos alunos — e na distribuição dos lanches. Não é servido almoço para garantir a segurança alimentar das crianças, segundo a coordenadora Mônica Lorena.

— É uma ocupação dos pais para ajudar a escola. Eles fizeram até uma escala para saber quem pode estar aqui em que horário — disse a coordenadora do primeiro segmento do ensino fundamental.

Avó de gêmeas que estudam no Iserj, Eloíza Antunes, de 69, fica estrategicamente posicionada para ver quem entra no campus. Qualquer coisa, diz ela, grita.

— Viemos ajudar a diretora, os nossos filhos e netos. Eles não podem ficar em casa, correndo risco de perder o ano — afirma Eloíza.

 

  • 29 jun 2016

Ônibus-biblioteca estaciona hoje na Pracinha do Vidigal

O ônibus-biblioteca do projeto Livros nas Praças vai estacionar hoje na Pracinha do Vidigal e receberá o escritor Clóvis Levi, que fará a leitura do seu livro “A cadeira que queria ser sofá”. A biblioteca tem 2 mil títulos infantis, juvenis e adultos, 60 com ilustrações em braile para crianças, livros em fonte ampliada, audiobooks e 30 livros em braile para adultos. O empréstimo é gratuito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s