Famílias se endividam ao comprar casas que não ficaram prontas no Rio


13/06/2016 08h05 – Atualizado em 13/06/2016 08h05

Empreendimento estava previsto para ser entregue em 2015.
Empresas ainda não se posicionaram sobre a reclamação.

Do G1 Rio

Várias famílias que sonhavam com a casa própria lutam para conseguir de volta o dinheiro que investiram. Como mostrou o Bom Dia Rio, a obra de um condomínio em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, deveria ter ficado pronta, mas nem chegou a começar.

O empreendimento estava previsto para ser entregue em 2015, mas no local da obra só sobrou o piso de cerâmica do imóvel decorado, que servia pra atrair a clientela., mato e materiais de construção abandonados. As responsáveis pela obra são a Patropi Promotora de Crédito e Fomento Mercantil Ltda e a Patrocínio de Aragão Imóveis. A empresa líder empreeendimentos foi quem vendeu as casas.

“A principio era embargo da prefeitura. Depois, a advogada deles disse que nao tinha mais dinheiro para concluir a obra”, contou a funcionária pública Cristina Aparecida Teixeira.

O casal Fábio e a Alice Gouvea desembolsaram R$ 20 mil entre entrada e prestações. Eles não conseguiram reaver o dinheiro e acabaram se endividando por causa do sonho que nunca se concretizou.

“Cria ai efeito cascata ne? Prejuizo total em todos os sentidos. Repercute até hoje. Hoje estamos endividados, pegando empréstimo para poder construir outra casa”, disse Fábio Gouvea.

“Você sonha com uma coisa, você investiu o seu dinheiro e tudo foi por água abaixo então seu psicologico fica como?”, falou Alice Gouvea.

Um grupo de clientes acionou a polícia e registrou um boletim de ocorrência por estelionato na delegacia de Campo Grande, que abriu um inquérito para investigar a suspeita de fraude.

Alguns compradores entraram na justiça contra as empresas, mas o caso também está sem solução. A dona de casa Juliana Miranda e o marido gastaram R$ 18 mil. Eles queriam sair do aluguel e sonhavam com uma casa nova para família.

“Meu filho mais velho falava direto: ‘Mãe, quando a gente vai para nossa casa?’ Como você explica pra uma criança de 11 anos que vc não tem mais casa? Você trabalha demais para conseguir um emprego, para conseguir uma casa e vem gente desse nivel e dá golpe nas pessoas que não tem condiçoes de comprar uma casa à vista”, lamentou Juliana Miranda.

O Bom Dia Rio entrou em contato com as empresas Patropi Promotora de Crédito, Fomento Mercantil Ltda, para Patrocínio de Aragão Imóveis e para Líder Empreendimentos, mas ninguém atendeu as ligações. A equipe perguntou também para a prefeitura se a obra chegou a ter autorização. A assessoria informou que vai fazer um levantamento com as informações.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s